PELA UNIAO DO TENIS BRASILEIRO (Portugues)

25 03 2010

Duas semanas atrás escrevi um artigo para a Revista Tennis View, revista que colaboro e escrevo mensalmente. Um dia antes de enviar o artigo para sua publicação escutei que Fernando Meligeni, depois de ter ganhado o titulo de campeão do Torneio Sênior Rio Champions 2010, na roda de imprensa logo depois do jogo, fazendo duras acusações ao presidente da Confederação Brasileira de Tênis, reivindicando que Jorge deveria dar explicações sobre em que gastava o dinheiro da CBT. Disse também que estava acontecendo o mesmo que com a gestão anterior e deixou claro que estava muito preocupado sobre o salário que pagavam pelo meu trabalho junto a CBT. No dia seguinte, Koch, Aerts y Acioly se uniram as críticas contra a CBT. Comprendo que as pessoas que nao fazem parte do projeto falem, mas as criciticas de Acioly, me surprendeu bastante porque duas semanas atrás, chegamos a um acordo que seu centro de treinamento seria um dos centros regionais, seu jogador receberia o dobro de ajuda financeira e outro jogador seu entraria no grupo de jogadores que recebem apoio da CBT e o próprio Acioly seria um dos treinadores que apoiariam os jogadores brasileiros no circuito, por tudo isto me surprende ainda mais.

No meu artigo eu falava sobre a boa energia que se estava criando, do otimismo e das boas expectativas, mas depois destas declarações decidi não publicar o artigo. Não tinha sentido divulgar que se estava ganhando credibilidade no nosso projeto se alguns nomes importantes do tênis brasileiro diziam o contrario. Então me perguntei: O que nós da CBT devemos fazer?  E a nossa filosofia de trabalho que estamos seguindo desde o primeiro dia que entrei para formar parte deste projeto? Dei-me conta da resposta: “dar um ótimo serviço e unir toda a comunidade tenística brasileira”. Vamos seguir nesta linha de trabalho que esta começando a ter resultados e continuar melhorando, uma pena que agora que estão aparecendo as melhorias para o tênis brasileiro, há pessoas que preferem seguir criticando e criando discordia, optando por estar do outro lado da mesa optando também por não participar deste projeto global que estamos realizando. É uma pena esta falta de união, mas a gente segue em frente apoiando ativamente o tênis do Brasil y continuaremos ajudando em varias áreas do tênis brasileiro: como tênis profissional, tênis infanto-juvenil, torneios profissionais, tênis feminino, seniores, as federações regionais, aos clubes, aos treinadores, aos praticantes deste esporte, aos meios de comunicação, aos patrocinadores, ao COB e também ao Ministério do Esporte.   Todas estas áreas são fundamentais para o desenvolvimento do tênis neste país, mas acima de tudo deve-se haver um espírito de união entre todos, que é o que a gente esta incentivando que aconteça.

Referindo a minha pessoa, aceito as criticas, compreendo que tem gente que se incomoda por ter um estrangeiro dizendo o que se deve fazer com o tênis deste país, também que pensem que tem gente que poderia fazer melhor, mas mesmo assim, continuo feliz trabalhando neste projeto, e como tal, é normal que apareçam defensores e também gente contraria a este projeto, mas eu continuo ajudando e dando idéias, a CBT esta mudando, é uma empresa seria, fez auditoria, que gera recursos próprios, que esperemos que seja rentável em breve.

Agradeço pessoalmente a todos que participam desde dentro e fora deste projeto, que acreditam neste projeto e se juntam a ele; melhoramos muito graças a todos estes colaboradores e sua participação é muito valiosa e assim seguiremos. Não compreendo as criticas ao presidente, tão focado neste projeto, sempre disposto a ajudar no meu trabalho de coordenador do tenis brasileiro e dando toda a liberdade para trabalhar e fazer o que se deve fazer; tenho certeza que quando se trabalha no final haverao resultados.

Meu projeto esta baseado na pirâmide do Tênis Brasileiro (em anexo), todos os componentes da pirâmide são participantes deste grande projeto, e são responsáveis diretos do crescimento da competitividade de nível mundial, com o objetivo principal de serem o pais numero um no tênis sul americano y ser competitivo com as melhores escolas do tênis mundial.

Por último, quero fazer referencia a preocupação de Fernando sobre o salário pago pela CBT pelo meu trabalho, não seria mais importante que ele estivesse preocupado com o tênis brasileiro? Não deveria perguntar em que eu tenho ajudado? Se sou necessário? Surpreende-me que apos ganhar um torneio de tênis, um momento tão gratificante para um jogador de tênis, se preocupou em lembrar de quanto é o meu salário. Para que conste y seguindo um conselho de meu pai “sempre de mais do que recebes”, me preocupei que a CBT, não tivesse gastos comigo, assim que, Fernando, desde agora podes preocupar-te com outras coisas. Assim mesmo, em pouco tempo se publicara as contas da CBT e poderás satisfazer a tua curiosidade e estar tranqüilo. Eu não estarei tranqüilo ate que todos os envolvidos com o tênis brasileiro estejam unidos.

Pensando melhor, acho que a gente do Brasil merece saber o que se esta fazendo pelo tênis brasileiro y por isto na continuação os envio o articulo que eu enviei a Tennis View e não foi  publicado, mas creio importante que voces saibam como eu penso.

 O tênis brasileiro de 2010 a 2016 (T.VIEW 12-3-2010)

 Minha jornada de colaboração com a CBT começou há mais de um ano e por este motivo me sinto confiante para explicar a visão que tenho sobre o tênis brasileiro e como espero que este se encontre em 2016 para nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

O tênis no Brasil está crescendo. Apesar de vir de baixo, de muitos anos de crise, da desunião e de poucos resultados, hoje em dia se está criando uma perspectiva, uma esperança, uma energia positiva que faz ver uma luz no fim do túnel e que certamente ajudará a ver o céu em sua totalidade nos próximos anos.

 

Uma das particularidades que notei no tênis brasileiro foi o fato de que havia grandes promotores que investiam no tênis a nível privado junto a pessoas a eles relacionadas e de confiança pessoal como, por exemplo, Gerdau, Lehman, Kuerten, Amil e muitos outros. Sempre de forma independente, sem intercambio de relacionamento, um pouco como se fosse “todos contra todos”.

 

A CBT teria que dar o exemplo e transmitir a credibilidade que foi perdida na gestão anterior, para somente então podermos colaborar, conduzir e liderar um projeto comum. Alguns já estão colaborando, outros ainda não acreditam nessa idéia de gestão, mas espero que em breve todos façam parte da mesma equipe.

Foram tomadas muitas iniciativas este ano, mas mencionarei as mais importantes.

Criou-se uma filosofia, uma missão e uma visão junto a uma pirâmide para o tênis, que é a nossa atual guia e que envolve todos os níveis. Os nossos departamentos internos são chamados de “Ajuda a…” e, esperamos potencializar a todos eles.

 

AJUDA A FEDERAÇÕES REGIONAIS

  • A criação de uma nova “Constituição”, em que as associações e os clubes envolvidos participam com um terço da renda tanto das filiações como das inscrições aos torneios (Assembléia no final de Março).
  • Constituir federações regionais fortes, autônomas e que sejam motores para o tênis de base, formação de jogadores e torneios.

 

AJUDA AOS CLUBES

  • Devemos voltar a investir no desenvolvimento dos jogadores dentro dos clubes, pois os clubes são a base da nossa pirâmide. Temos que motivá-los para que voltem a trabalhar bem a fase de iniciação, competição e torneios, e principalmente com profissionais e técnicos que sejam os motores de cada clube.  
  • Vamos ajudar a capacitar esses profissionais e gestores que têm o dever de fazer o clube realizar ativamente estas fases mencionadas acima.

 AJUDA AS ACADEMIAS DE TÊNIS

  • Estas são fundamentais na fase de transição dos jogadores, por isso já estamos tentando colaborar e ajudar as mais importantes esperando ampliar o número de alunos com potencial.

 

AJUDA AOS TREINADORES

  • Desenvolver programas e “parcerias” com organizações internacionais para melhorar os cursos oferecidos.
  • Desenvolver um curso específico do “Sistema Brasileiro” para os treinadores que querem se dedicar ao processo de transição.
  • A nova afiliação para treinadores terá importantes benefícios econômicos, com raquetes, bolas, descontos em viagens, descontos em formação, mas acima de tudo, uma melhor formação a nível internacional.
  • O técnico – treinador dos clubes tem que se conscientizar que ele é parte fundamental na pirâmide dentro dos clubes, que são os motores reais e a CBT espera não só encontrá-los, mas também ajudá-los e trabalhar melhor em conjunto.

 

AJUDA AO INFANTIL E JUVENIL

  • Multiplicou-se a ajuda aos infanto-juvenis em mais de 200%.
  • Patrick Arnold foi nomeado Diretor.
  • Estamos trabalhando de mãos dadas com vários treinadores de diferentes centros.
  • Continuar multiplicando estas ações para o futuro.

 

AJUDA AOS TORNEIOS

  • Dobrou-se a ajuda para os torneios.
  • 36  Futures da ITF recebem apoio.
  • Hoje temos 15 torneios ITFs da WTAs quando no ano passado havia 7. Esperamos aumentar este montante num futuro próximo.
  • Eventos: Sauipe, Challengers, Master, Banana Bowl, Semana Guga Kuerten e muitos outros. Continuaremos apoiando os eventos que somam ao tênis.

 

AJUDA AO PROFISSIONAL

  • Nova política para ajudar aos menores de 23 anos.
  • Foram dobradas as ajudas para viagens.
  • Fisioterapeuta nos Grand Slams (Roland Garros, Wimbledon, US Open)
  • Doutor no “tour”.
  • Treinadores no “tour”.
  • Apoio aos treinadores para viagens com profissionais e juvenis.

FINANÇAS

  • Finalmente, podemos nos comprometer que as contas estarão no site da CBT para quem quiser consultá-las durante este ano de 2010.    
  • Foram pagas todas as dívidas originadas na gestão anterior, o que possibilita a melhor aplicação dos recursos atuais.
  • A política de não perder por áreas.

 

Todas essas ações não teriam sido possíveis se todo o pessoal que trabalha na CBT não tivesse assumido a nova filosofia e não tivessem cumprido os prazos designados para cada uma de suas responsabilidades. Foi criado um novo site, pacotes comerciais, ferramentas de multimídia, estratégias de marketing, plano global, planejamento financeiro, organogramas e responsabilidades.

Agora estamos organizados como uma empresa e estamos abertos e a disposição de todos que tenham vontade de se juntar e participar conosco deste caminho para o bem do tênis do Brasil.

 

Parabenizo a duas pessoas fundamentais para a realização deste projeto:

  • O Ministro do Esporte, por sua grande idéia de criar as leis de incentivo, (1%, esperamos que até o final deste ano fossem 4%) e aproveitar esta grande oportunidade de desenvolver os nossos dois grandes projetos de infra estrutura e que produzirão num futuro mais recursos para o tênis, quais sejam:

1. A Nova Casa do Tênis (centro nacional, museu, escritórios, clínicas médica desportiva, quadras para treinamento e quadra central para eventos).

2. Torneio Internacional de nível ATP-WTA.

 

  • O presidente COB, por acreditar na nossa aposta de ter quatro jogadores no RIO 2016 e dois jogadores entre os tops 40 para se qualificar para brigar por medalhas, bem como por apoiar desde o principio o nosso programa olímpico, que reverterá diretamente para os jogadores de 16 a 23 anos.

 

Eu tenho certeza que com torneios, clubes que fazem os campeonatos e as escolas de competição, juntamente com treinados bem formados por estes clubes, teremos muitos jogadores a nível internacional competindo nos circuitos masculino e feminino. Teremos sempre as principais federações regionais em seus territórios e trabalhando de mãos dadas com a CBT para continuar a apoiar todos.

 

Quanto aos resultados, com a chegada de novos profissionais como Bellucci, Souza e os juvenis Clezar e Fernandez, prevemos que num futuro próximo o Brasil possa ser competitivo novamente.


Acciones

Information

15 responses

26 03 2010
ricardo marzola

Caro Emilio,

Acompanho o seu trabalho desde o inicio e o que temos para falar de vc e da CBT são apenas elogio.
Uma das coisas boas que aconteceu no tenis Brasileiro foi a sua contratação.
Seus comentarios define o que é o tenis hoje no Brasil.
Parabens e esperamos sempre contar com vc.
Um grande abraço.

Marzola

26 03 2010
José Pareja Filho

Para qualquer planejamento se consolidar é importante cumprir uma trajetória para atingir o objetivo .
Assumir a CBT nas condições em que se encontrava com muitas dividas ninguém merece, o pres Jorge Lacerda vem a duras penas melhorando a imagem do nosso Tênis e hoje já existe patrocinio, mas que do dia para noite não conseguirá corrigir e implantar uma nova consciencia coletiva sem o empenho e união de todos que vivem e amam este esporte.
Acredito Emilio em seu projeto junto a CBT, pois você já demonstrou grande competéncia no que tens feito e por ser estrangeiro ter uma visão macro de nossas deficiencias e propor adequações nescessárias, administrar ciúmes daqueles que só visam interesse próprio também é uma missão de quem quer realizar o melhor para o tênis Brasileiro..
Parabéns a você Emilio e ao Jorge.
José Pareja Filho
Pres FMTT

26 03 2010
Wilson Luiz Oliari

Olá Emilio.

Jogo tenis a algum tempo, tenho um filho que participou do circuito nacional juvenil de tenis. O crescimento do tenis Brasileiro nessa gestão é imensuravel, só não ve quem não quer, no entanto percistem pessoas e entidades que criticam demasiadamente, deveriam “fazer” em ves de criticar, sempre jogando a culpa no outro, se culpa o pai do jogaror, que não se coloca no lugar tão somente de pai, o técnico que não se aperfeiçõa, o clube ou academia que não apoia, a federação e a confederação que não dá verba, no entanto as pessoas deveriam ter um pouco mais de cultura, para solucuinar estes entraves.
O fininho e o Acioli são pessoas muito queridas e que fizeram e fazem muito para o tenis nacional, acredito que eles tão somente estão querendo saber o quanto é pago ao Senhor e tenho certeza que só a sua prezença no cenario nacional do tenis supera qualquer valor, principalmente sabendo que é pago por uma entidade competente.
Infelismente estamos num pais do terceiro mundo, aonde se critica e se trabalha muito individualmente, acredito que será um trabalho arduo para união de forças, mesmo sabendo do tamanho do Brazil, mais este é o caminho Parabéns acredito muito no seu trabalho.

Wilson Luiz Oliari
Empresario – Curitiba Pr.

26 03 2010
Maria Aparecida Dojas

Prezado Emilio,
Você diz que muitas coisas estão sendo feitas e que vai seguir nesta linha de trabalho que está começando a dar resultados. Só que a gente aqui de longe não está conseguindo ver esses resultados. Talvez o Meligeni esteja se ressentindo, assim como nós, da falta deinformações do que de fato está sendo feito. A mudança do site (que me desculpe a sinceridade, visualmente, ficou pior do que era) nos parece ser a única coisa que mudou na CBT. O juvenil – nós não sabemos o que vai ser feito com ele. Sabemos que os torneios nacionais foram esvasiados (aliás a mudança foi boa pq a meninada perder semanas e semanas de aula deixava nós pais, desesperados), mas não sabemos o que será colocado no lugar e como será a regionalização. Não sabemos se vai ter centro de treinamento, onde serão esses centros, quais os jovens que vão poder treinar nesses centros, enfim, são muitas dúvidas que gostaríamos de ver esclarecidas. É ótimo você ter esse blog porque cria mais um canal de comunicação. É mais uma oportunidade para você nos explicar com detalhes para onde vai o tênis brasileiro e para onde os recursos recebidos dos correios, que é uma empresa pública, serão direcionados. Acho que é isso que as pessoas gostariam de saber. De qualquer forma, a polêmica é boa porque como se diz por aqui, da discussão nasce a luz. Sucesso para você, sucesso para o tênis brasileiro, sucesso para nós que amamos o tênis!

26 03 2010
Henrique Farinha

Prezado Emilio,
Creio que a discussão está caminhando para o plano pessoal e, na verdade, isso jamais construirá nada. É preciso também que entenda que os brasileiros, por uma questão cultural que pouco aprecio e apesar de ter nascido e amar este país, evitam o confronto direto, a exposição franca de idéias. Preferem a dissimulação, a ação política, ao invés de privilegiarem a transparência.
Esse certamente não é o caso de Meligeni. Como o acompanho diariamente no blog e conhecê-lo pessoalmente em razão de alguns negócios, sei que o que ele quer é transparência. E ele não cobra o seu trabalho especificamente, e sim o da CBT. Todos, inclusive ele, foram responsáveis por levar Jorge Lacerta à eleição em seu primeiro mandato. Têm, portanto, direito de cobrá-lo. E as perguntas para as quais Meligeni pede respostas se referem à campanha de 2004/5, quando houve tal eleição. Publicar as contas no site da entidade é uma delas. Passaram-se 5 anos, Jorge Lacerda foi reeleito, e nada. Ninguém o acusa de desonestidade, nem levanta essa hipótese, porém é justo que se queira ver as contas da CBT como ele prometera há tanto tempo.
Então, você faz parte desse contexto, todos o admiram como grande tenista que foi, excepcional empresário e capitão da Espanha da Davis com enorme sucesso. A questão é que a CBT, por mais que seja financeiramente mais honesta, por mais que esteja procurando a valorização do esporte, não tem se comportado de forma diferente dos dirigentes do passado no que tange a transparência. Há lutas políticas que só prejudicam os tenistas, como a com a Federação Paulista. Por causa disso e de outros interesses, o Banana Bowl foi para Santa Catarina. Muitos jovens deixaram de ir por isso, por ter ficado muito mais caro e difícil o deslocamento. E a marca “Banana Bowl” é da Federação Paulista.
Penso, assim, que mais importante do que saber quem tem razão é assumir a postura de mostrar o planejamento, implantar ações efetivas para convidar todos a ajudar, fazer um balanço periódico – sugiro trimestral – das atividades, publicar as contas e trabalhar. Muito. Se ninguém quiser participar do projeto – e estou convicto de que a esmagadora maioria não quer, pois é bem mais fácil criticar -, ao menos ofereceu-se a oportunidade clara de fazê-lo.
A melhor resposta virá com os resultados. Nada os supera. E é com bons resultados que todos ficarão satisfeitos. Acredito firmemente que sua competência é vital nesse processo e fico na esperança de que consiga implantar tudo a que se propôs na sua contratação. Sucesso!

27 03 2010
João Paulo

Força Emílio,

Acredito no seu trabalho! É preciso tempo para o tênis brasileiro migrar do amadorismo das nossas entidades para o profissionalismo! Não desista!

29 03 2010
José Roberto Peralta

Emílio,segue em frente em seu trabalho.Sou um grande defensor da CBT,pergunte ao Jorge;mas a maioria parece que precisa criticar sempre algo.Existem muitas pessoas dispostas a atrapalhar e poucos dispostos a ajudar.Mas eu participo dos Futures no Brasil,conheço todos os profissionais;sou amigo de todos e tento sempre incentivar todos,mas como eu existem poucos.No meio dos ptofissionais,todos nós sabemos o quanto o Jorge vem se esforçando.Esse homem caiu do céu p/ o tenis brasileiros,mas o povo brasileiro não sabe esperar as melhorias darem resultados.Querm resultados imediatos.Brasileiro sempre foi assim! Mas tenha a certeza que todo esse trabalho vai ter um efeito e sabemos muito bem que o efeito será um esporte com muito mias oportunidades e resultados no futuro no geral,mas a maioria não sabe esperar por isso.Eu sempre sou questionado pelo Zé Pedro Penha Carvalho sobre o que estou achando do andamento das coisas.Não sei se vc sabe,mas no fim do ano passado eu lhe enviei um mega projeto p/ que vcs executassem e quase tudo o que pedi está na sua piramide.Sou uma espécie de um conselheiro moral do Zé Pedro.Nos encontramos nos Futures e sempre ele pergunta o que estou achando.Sempre estou gostando porque sei o que se está fazendo e sei muito bem aonde se vai chegar pois consigo imaginar o futuro com essas melhorias atuais,e consequentemente sempre estou elogiando o trabalho da CBT.Quero que vc saiba que eu confio no Jorge,e em vc tbm por sua experiencia.Eu acompanhei vc, e sua irmã a vida toda,sei do seu potencial.Eu sou um dos que podem elogiar a CBT atual pois na minha época(sou da época do Sampras,tenho 36 anos) não tinha nada parecido com a extrutura atual da CBT e eu assim como muitos fomos desperdiçados por falta de extrutura profissional.Hoje é tudo muito melhor, graças ao Jorge Cristo Salvador do Tenis Brasileiro p/ as próximas décadas,mas sempre vão haver os críticos.Saiba que muitos que criticam gostariam de estar no lugar do Jorge ou no seu e por isso criticam.Segue em frente.Eu ,em nome de todos os meus amigos profissionais brasileiros agradeço a CBT na figura do Jorge por tudo o que ele vem fazendo ao profissional.Caso não chegou ao seu conhecimento esse projeto que eu propus a CBT ano passado,me passe um e-mail p/ eu te mandar p/ vc ver se pode acrescentar algo.O Zé Pedro recebeu esse e-mail,mas posso repassar a vc caso deseje ver o que eu tinha pedido a CBT no ano passado.Do mais tenha a certeza que poucos vão ajudar vc e a CBT e muitos estarão sempre tentando atrapalhar ou denegrindo a imagem da Confederação,uns por questões de ego,outros por inveja de vcs,outros por ignorancia no assunto ,enfim sempre tem os que querem atrapalhar.Brasileiro é assim! Ajuda pouco e cobra muito.Mas não tenha dúvida que todos nós profissionais brasileiros sabemos o quanto vcs são capazes e onde esse barco vai chegar.Estamos apoiando e agradecemos muito o que vem sendo feito.O que mais importa p/ vcs é nossa opinião,e estamos convictos que a CBT está sendo brilhante até o momento. Acima das expectativas,muito acima,mas a maioria desconhece o que vem sendo feito por não estar informados das melhorias.E também nem Jesus Cristo agradou a todos.Ah, e não tenha dúvida que muitos dos que criticam vão fazer de tudo p/ tomar o seu lugar e o do Jorge,mas nós jogadores não deixaremos porque temos a certeza de que vcs estão fazendo o melhor possível p/ o tenis brasileiro.Nos vemos em Bauru na Davis se vc for.Moro em Jaú,50 km de Bauru e estarei lá p/ dar uma força aos meus grandes amigos que vão defender o Brasil. Não se preocupem Emílio e Jorge ! Vcs tem nossa total confiança! E também estão fazendo mais do que pedíamos que fosse feito antes do Jorge assumir.Sorte de quem vai pegar essa época,porque eu e muitos não tivemos a mesma sorte de na nossa época ter uma CBT que se tem hoje.O Jorge está sendo uma mãe p/ os profissionais brasileiros e reconhecemos muito isso.Em nome de todos os profissionais brasileiros porque tenho essa credencial por ser um deles e ser muito queridos por todos eu agradeço a vcs por tudo o que vem se fazendo! Muito obrigado!

29 03 2010
José Roberto Peralta

Especialmente p/ a mãe do Hugo Dojas ! : Maria Aparecida,não tenha dúvida que seu filho pegou a melhor época p/ tentar ser profissional. Fique tranquila que vai ter o CT e muito mais coisas.Durma em paz,pois seu filho terá a melhor extrutura possível p/ se desenvolver.Leva ele nos Futures esse ano que já está na hora.Não fique esperando ele ter 18 anos,leve ele já este ano.Eu conheço o Hugo e ele tem tudo p/ ser um bom profissional.Quanto ao juvenil,deu uma esvaziada por causa que muitos dos juvenis estão indo p/ os Futures e isso é o que se espera dos juvenis, que comecem ir nos Futures a partir dos 14 anos como se faz na Europa. Quanto a base que todos falam,precisa de um tempo até os clubes começarem a investir mais e tbm se criar mais quadras públicas e aumentar o tenis nas escolas.Tudo isso vai ser atingido mas leva alguns anos p/ se implantar em grande escala e mais tempo ainda p/ ser obter os frutos do investimento na base,mas te garanto que daqui alguns anos o efeito aparecerá.Pena que a maioria por diversas razões não sabem esperar os resultados,mas eles logo virão.Tbm quero salientar que não estou aqui p/ puxar o saco do Emílio.Ele nem me conhece pessoalmente,não trabalho na CBT,não ganho nada p/ vim aqui elogir,mas me sinto na obrigação de faze-lo por questão de bom senso ,aliás que é o que falta na maioria das pessoas.Defendo porque enxergo uma enorme melhora p/ o futuro,sem contar que muitos atos já estão dando retorno.E aproveito p/ reforçar o pedido do Emílio: Vamos nos unir e se dispor a ajudar no que for preciso,pois só assim os resultados virão mais rapidamente.Do contário eles virão da mesma forma mas podem demorar um pouco mais.Presidentes dos Clubes,vamos abrir esse espaço p/ a CBT investir em vcs,pois os clubes são mini centro de treinamentos.Vamos deixar as vaidades de lado e ajudar a CBT pelo muito que ele vem nos ajudando.A CBT está fazendo muito por todos.Está mais que na hora de tentarmos fazer muito por ela! O segredo do sucesso é a paciencia de esperar pela vitória! E em nome de todos eu peço paciencia a todos que logo tudo vai estar a contento.Não dá p/ se construir um Castelo em um dia.Vamos apoiar que é o mínimo que devemos fazer! Vamos partes por partes! Está tudo ecaminhado,sem volta; e é apenas uma questão de tempo p/ tudo estar nos seus devidos lugares e da melhor forma possível! Peço encarecidamente a todos que colaborem e tenha paciencia de esperar pelos resultados. A união se faz mais que necessária.Peço que ajudem no que for preciso! Por favor! Pelo tenis brasileiro se vcs querem ve-lo melhor num futuro “bem próximo”! Não tem mais volta.Apenas é uma questão de tempo.Uma super extrutura está sendo montada eu lhes garanto! Sou conhecido de todos,não ia me queimar a troco de nada e com certeza ia ser o primeiro a brigar se eu visse que tudo estava mal encaminhado ou mal esclarescido.Pode ser Emílio,Jorge ou quem fosse! Eu ia criticar e muito se as coisas não estivessem do jeito que estão! Mas no momento só posso elogiar e muito pois tenho bom senso,paciencia e convivo no meio dos profissionais e vejo que tudo corre muito bem,aliás acima das expectativas vamos ser justos cada um consigo mesmo.Sei que eu estou desagradando algumas pessoas dizendo tudo isso,mas é a realidade do tenis atual.Sejamos justos.Independente das vaidades,dos egos,das invejas,vamos agir com racionalidade e bom senso.Me desculpem os que eu desagradei,mas não vim aqui p/ agradar ninguém e sim p/ ser justo e imparcial. Espero que tenham compreendido! A realidade está aí p/ todos verem e o pior cego é aquele que não quer enxergar! Me desculpem da sinceridade! Não dá p/ eu ser diferente diante disso! Aliás tudo isso p/ mim já é um assunto encerrado desde que o Jorge assumiu.E eu mias uma vez acertei em acreditar em alguém,no caso o Sr. Jorge Cristo Salvador do tenis no Brasil p/ as próximas décadas no mínimo e uma super mãe p/ os juvenis.Só não ve quem não quer ver!Abraço Dona Maria,abraço Hugo,Emílio e a todos os demais leitores do blog do Emílio! E mais uma vez em nome dos profissionais brasileiros porque tenho essa credencial pelo que sou,muito obrigado por tudo Jorge até o momento.Muito acima das expectativas.Um sonho de 4 anos atrás que se tornou realidade ! Incrível vc Jorge! Muita competencia e boa vontade p/ uma pessoa só ! Obrigado ! Deus vai lhe dar em dobro pode estar certo disso Jorge Rosa ! Ele lá em cima ve tudo !

29 03 2010
José Roberto Peralta

Como deveria ficar p/ ser da melhor forma possível : Como todos veem que são muitas melhorias a serem implantadas e o Brasil é grande e precisaria regionalizar mesmo,o ideal deveria ser todos os principais ícones do tenis brasileiro do presente e do passado tbm integrando o projeto em suas respectivas regiões e em seus escolhidos departamentos p/ os determinados fins.Enxergando neutramente o ideal era que o Koch,Aerts,Acioly,Meligeni,Guga,Oncins,Larri participassem integralmente nesse projeto.Eu não sei se aquele meu e-mail com o projeto que eu mandei ao Zé Pedro e ao proprietário do TenisBrasil,o Joni e ao Meligeni chegou ao Meligeni e ao Zé Pedro(CBT).Ao Joni chegou pois conversamos sobre isso.Porque nele tinha uma parte que dizia ser e é vital que se estabeleça um grupo de pessoas no caso estes acima que façam parte do projeto “p/ que não fique esssas desavenças” e p/ que cada um deles possa contribuir da melhor forma somando ao esporte de uma forma a atingir o mesmo objetivo.De lá p/ cá continuo achando mais ainda que todos juntos conseguiriam os resultados com uma maior velocidade e com mais subsídios até por serem muitos envolvidos. Seria a melhor forma.Dar um cargo a todos eles na CBT p/ que cada um deles atuasse integralmente com a melhor finalidade p/ cada um deles direcionados a um objetivo comum.No caso os Correios poderia aumentar um pouquinho a verba p/ isso,o Ministro dos Esportes ajuda com certeza e aí fica montado um super grupo de pessoas de influencia p/ agir numa direção apenas. Se todos ficarem num mesmo barco,os citados acima,ex-profissionais,federações regionais, muitos colaboradores do meio,assim como muitas prefeituras e governos p/ facilitar um grande aumento do tenis nas escolas,praças públicas e especialmente nos clubes com muitos envolvidos e pouquíssimas discórdias dificilmente não se atingirá todos os objetivos traçados.Bem neutramente seria a melhor forma. Todos juntos integralmente encarregados da CBT,cada um na sua melhor finalidade em busca do mesmo objetivo em diversos segmentos.Não é fácil p/ mim dizer isto porque não tenho nada contra nenhum dos citados acima,muito pelo contrário, o Neco é um grande amigo meu ,o Jaime falei com ele uma vez e é uma grande pessoa,foi um excelente jogador,tem muita experiencia no circuito assim como todos os outros citados acima,Jorge e Zé Pedro na figura da CBT p/ mim são tudo de positivo e os outros apesar de não os conhecer pessoalmente confio em suas bondades e principalmente em suas capacidades pelo que foram.Então eu não sei se eu vou agradar todos vcs: Jorge,Zé Pedro,Emílio,Meligeni,Guga,Koch,Aérts,Larri,Oncins,Acioly.Não sei mesmo “por vcs entre vcs” mas eu gostaria de ver todos vcs juntos no projeto e p/ cada um de vcs faria um bem muito grande se estivessem todos juntos.Estou sendo humilde,me desculpem se por algum motivo eu desagrdei alguém mas algo parece que me obrigou a dizer isto.Pensem nisso.Pois p/ mim no tenis seria o melhor futuro p/ cada um de vcs e p/ o futuro do esporte no Brasil tbm; se agissem em conjunto.A vida é curta e logo mais vamos embora.Dela não se leva nada! Perdoem uns aos outros que é o melhor que fazem perante a Deus e a vcs mesmos. Logo mais todos nós estaremos velhos quase morrendo. Espero que surta efeito isto que digo,pois sábio é aquele que sabe ouvir e tirar o melhor proveito das coisas.Como disse o Zé Pedro reforçado pela mãe do Hugo Dojas,dá discussão nasce a luz e quem sabe eu não apareci aqui p/ trazer essa luz neste momento de discórdia . Me despeço acreditando ter conscientizado vcs dessa necessitade.Seria a melhor forma! Tanto p/ cada um,vc faz isso,vc aquilo!Todos ganham um pouco e todos ajudam bastante e ninguém briga com nínguém e todos se ajudam entre vcs e ajudam mais ainda o tenis brasileiro.Obrigado pela compreensão de todos!

29 03 2010
José Roberto Peralta

Emílio,agora raciocinando friamente houve algum forte motivo p/ Koch,Aérts,Acioly,e Fernando se posicionanarem contra alguém ou contra algo que eu não estou sabendo e tbm prefiro não saber,mas o fato é que se houve críticas é porque houve um descontentamento.Esses 4 caras dificilmente se posicionam contra algo sem razão e brigar com eles é prejudicial pois são ícones do tenis e com muitas influencias.Alguém querer brigar com os 4 juntos de uma vez só é pedir p/ perder. O que me referi quanto aos que sempre estão criticando nos 2 primeiros comentários não é direcionado a nenhum dos 4 e sim aos que criticam a extrutura atual da CBT no que diz respeito ao suporte ao profissional e no que diz respeito de as pessoas quererem os resultados imediatos levando-se em conta que mudanças precisam de tempo p/ surtir efeito.Os 4 acima estão mais informados que eu sobre o restante das coisas.São 4 muito bem informados todos sabem e eu não sei o que houve p/ o Meligeni ter tomado a frente e o Kock,Aérts,Acioly vir junto ,mas tenho certeza que algo no mínimo um pouco sério houve não sei em relação ao que.Talvez possa ter sido por uma demora da CBT p/ mostrar realmente a que vc Emílio veio. Não sei.Vc e eles sabem! Mas uma coisa eu tenho quase certeza: Esses 4 querem ajudar e não atrapalhar como muitos fazem como me referi.Se eles puderem eles ajudam se tudo estiver certo,mas se eles eles verem algo errado que no caso eu não estou vendo,mas eles podem estar eles não vão ajudar.Essa turma só não vai ajudar se algo estiver estranho ou errado eu te garanto.Ao contrário de muitos que me referi nos 2 primeiros comentários eles não vão tumultuar se tudo estiver certo p/ eles como a maioria faz.Se ratearam,é porque algo os desagradou isso eu te garanto.E o Fernando não entra em briga perdida,Aérts tbm não,assim como Koch e Acioly.Houve algo com alguém.Eu prefiro que vcs atuem como pedi no comentário anterior a não ser que algo grave esteja ocorrendo que parece ser o caso. Como não sei o que houve não posso tomar nenhuma posição,mas algo houve tenho certeza porque conheço bem os 4. Tomara que já tenha sido resolvido e da melhor forma possível.

29 03 2010
José Roberto Peralta

Emílio,apurei o motivo da reclamação do Meligeni.Ele apenas queria saber realmente a que vc veio haja vista a demora da CBT em apresentar o seu trabalho e queria saber tbm sobre as contas.Em seu blog ele se diz satisfeito com a apresentação das contas e do seu projeto.Agradeceu o presidente por expor tudo como fora pedido por ele e parece que está tudo bem!No fundo dou um pouco de razão a eles pois estava meio estranho o lance da CBT demorar p/ mostrar a que vc veio.Mas eu entendo vc e a CBT tbm.Pelo que percebi,a CBT te chamou p/ vc fazer uma análise do que era necessário,e é logico que p/ isso vc precisou de algum tempo p/ se informar de tudo,pensar e traçar um plano de ação.Tudo ok.Houve apenas um desconforto por parte deles em relação a demora p/ se apresentar o projeto,mas entendo que foi necessário haja visto a complexidade do projeto,pois p/ tal requereu-se um bom tempo p/ análise.Quanto ao projeto eu gostei,acho executável mas os resultados vão levar algum tempo p/ aparecerem,mas tem tudo p/ dar resultado pois as metas são atingíveis.E mais uma vez aproveito p/ dizer que a CBT está brilhante até o momento,acima das expectativas e foi muito bom ter apresentado o projeto definitivamente pois assim acabam as especulações sobre seu trabalho.Um grande abraço,boa sorte,parabéns pelo projeto e se vc for nos vemos em Bauru na Davis.

29 03 2010
Betinho

“O sol é o melhor desinfetante”

Somente UMA verdade que independe de se gostar ou não do Imperador, mas sim de se gostar ou não de ser tratado como idiota.

Enfim o “Sr. Tenis” falou a verdade e declarou ao GLOBO.COM que NÃO APRESENTOU AS NOTAS FISCAIS das contas entre 2005 e 2008. Ou seja, o baluarte da moralidade e da transparência, Jorge Rosa “O Virtuoso” declarou que é VERDADE tudo que lhes cobram os “que querem atrapalhar o tênis”.

Ou seja, “Jorge Rosa I”, o Barão das Catarinas, não só não cumpriu a principal promessa que, 2º ele, o diferenciaria de Nastás, mas também não cumpriu a Lei Pelé (Art. 25). Procure saber o que diz esse artigo.

Ou seja, O Imperador admitiu publicamente que conduziu um período de 4 anos de ILEGALIDADE (em português, quem não cumpre a lei comete ilegalidade, ok?) e de escuridão sobre a aplicação dos recursos que entraram na CBT.

Como então pode se gabar de ter todas as contas “aprovadas”, se não as prestou de fato e de direito?

Como pode questionar quem lhe questiona sobre esse tema?

E o que você Emílio, tem a ver com isso para defender quem você não conhece e rebater críticas que não lhes são dirigidas?

Está no teu contrato o papel de “Cão de Guardas”, colocando tua história na frente para defender quem não tem uma e se valeu da história dos outros para se eleger?

Pode esperar. Assim como ele fez com os que você agora anda “estranhando”, fará também contigo.

Pode esperar e verá que estás atacando as pessoas erradas.

E não censure o meu comentário pois não estou falando palavrões nem ofendendo ninguém!!!

2 04 2010
compensacion de jugadas

Señor Meligeni,de sus criticas solo se desprende una cosa,envidia,me parece totalmente intolerable que quiera saber lo que cobra el Sr.Emilio,mire señor Melgeni conozco a Emilio,y lo que gane seguro que es poco con respecto a todo lo que hace,es un profesional,de los pies a la cabeza,trabaja mas que nadie,ama el tenis,y ademas sabe mucho,mucho de esto.Consejo,señor Meligeni,siga haciendo el senior tour,que intentando hacer el payaso,a lo mejor se sale mas que como tecnico,y a los demas aficionados y jugadores y tecnicos de Brasil,tener paciencia,el trabajo que hace E milio es muy dificil,necesita tiempo,dejarle trabajar tranquilo,ayudarle,amarle,y seguirle,os aseguro que tendreis resultados,tiene sistema,conocimiento y amor por este deporte,animo Emilio.

21 04 2010
antonio carlos torres

existe algumas coisas engraçadas no tenis brasileiro,uma delas eh a acessoria de impensa, nunca vi um esporte tao mal representado nos veiculos de comunicaçoes brasileiro, vc pega tv globo, sbt, bandeirantes, record, etc, o nosso principal atleta no tenis esta jogando e nao sai nada em jornal eh mais facil sair algo do nadal e federer do que belucci e marcos daniel, por ezes v ejo torneios profissionais realizados no brasil para 6 isto mesmo 6 duzia de pessoas, no principio achava que o ingresso deveria ser muito caro, mas para meu espanto nao eh.Falta informaçao gritaria, foi assim que o volei foi, vejam handebol tem mais espaço na tv aberta do que o tenis, maggi, cielo,medalhistas de judo karate, e o que dizer do MMA, NOSSA ESTE NOS DERRUBA FACIL,entao antes de verba de discussao sobre certo ou errado tenhamos um departamento que esponha nossa franquia, lutem para passar os jogos das 2 da tarde no sabado nao tem nada na tv, quem sabe dai começamos a ter algo, se for necessario paguem por isso, pois o dia que isso for rentavel para tvs , sera muito mais para patrocinadores e atletas, nao se peguem em picuinhas, de quanto ganha ou deixa de ganhar, vejam se o custo compensa o beneficio, nao façam tratos para beneficiar este ou aquele atleta monte um plano de carreira para as posiçoes intermediarias, onde o atleta nao tem patrocinio suficiente para se manter, no juvenil ja que acham melhor fazer torneios de 4 dias por que nao começa-los no sabado e terminar na terça assim so 4 perdem aulas e eu poderia ficar aqui citando diversos fatores para melhorar nosso esporte tao querido , mas enquanto ele for de poucos e dos mesmos nao sairemos do lugar , espero que isso mude em breve, outro detalhe criem idades intermediarias no juvenil por muitas vezes eh desumano ver um garoto que jacompletou 14 jogando com um de mau feitos 12, eh um evento desestimulante, pelo menos idades intermediarias ate 14 anos, criem torneios em que poderiam jogar duplas mistas, onde nao der chave para a dupla normal, façam as pazes com a FPT, pois do jeito que vai nao vai ficar nem um e nem outro, e por fim nao se fez nada pelo esporte nao atingimos nem 10% de potencialidades assim s sendo tem muito trabalho pela frente.
ate

29 07 2010
Rui Galdino

Prezado Emílio. Fui um bom tenista juvenil na década de 1980, fui campeão paraibano e joguei alguns torneios pelo Brasil ( Sul América, Copa Hering, etc ). Não consegui ser melhor por falta de patrocínios e outros incentivos. Hoje tenho 41 anos, e treino por conta própria o meu filho EDUARDO que tem 10 anos ( 12/11/99 ), o garoto só treina a um ano mais já joga como gente grande, faz todos os golpes com grande estilo, e sem dúvida tem tudo para ser um grande jogador. Acontece, que não posso dar melhor qualidade de treinamento ao garoto por falta de condições financeiras e técnica mais apurada. Gostaria de saber se você tem interesse em conhecer o EDUARDO, fazer um teste com o mesmo, e até quem sabe, treinar o garoto em sua Academia ? Você vai se surpreender !!! Moramos em João Pessoa – Paraíba – Nordeste Brasileiro. Nosso telefone é : (83) 3258-1404. Aguardo resposta. Abraços, Rui Galdino.

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s




A %d blogueros les gusta esto: